O viciante jogo: sim, não, irrelevante

Este jogo, quando me foi apresentado, já conquistou mais um fã. Sempre gostei de RPGS, jogos de tabuleiro, card games, jogos onde você consegue usar bastante a imaginação e um mínimo de material. Já este, que na falta de um nome melhor chamo de “sim, não, irrelevante”, não precisa de nada mais que uma boa história e pessoas pensando.
As regras do jogo são simples. Uma pessoa fica responsável por contar uma história e as outras precisam descobrir seja o final da história, ou o motivo por trás dela. A maneira que isso é feito é fazendo perguntas para quem contou a história. Estas perguntas serão respondidas apenas com sim, não ou irrelevante.
Vamos a um exemplo.

História 1:
- Um homem entra em um bar e pede duas cervejas caras e duas cervejas baratas. O barman vira-se para o sujeito e diz: você é bombeiro. Como o barman sabia a profissão dele?

Perguntas possíveis a serem feitas:
- O homem estava usando uniforme?
R: Sim.

Ok. Essa é ridícula de fácil, mas só serve para dar uma idéia do jogo. Vamos para outra história.

História 2:
- Uma excursão, ao andar em um deserto, encontra o cadáver de um homem, um paraquedas e um palitinho de dente. Qual a explicação para isso?

Perguntas possíveis a serem feitas:
- O homem morreu por causa da queda?
r: sim.
- O palitinho era do homem?
r: Irrelevante.
- O palitinho furou o paraquedas? (sério, sempre fazem essa)
r: Não.
- O homem pulou com o paraquedas?
r: Não.
- O homem estava em um avião que estava caindo?
r: sim.
- Tinha mais alguém no avião?
r: sim.
- A outra pessoa morreu também?
r: Não.
- A outra pessoa pulou com o paraquedas?
r: sim.
- Eles tiraram no palitinho para ver quem ficava com o paraquedas?
r: SIM!

Existem várias histórias, sendo essas duas as mais fáceis que eu conheço. Outras são bem complicadas e muito divertidas. Todas que joguei até hoje eu já resolvi, e nem procuro o nome do jogo na Internet para não correr o risco de ler uma história que eu não conheço. Então essa é a minha dica, se você achou interessante, procure uma história na Internet (uma só!), e jogue com alguns amigos. Se eles gostarem, peça para que eles leiam uma história para você poder estar do outro lado e fazer as perguntas.
Jogar esse jogo em viagens, filas de espera ou até mesmo bares já virou a minha especialidade.

Skip to top

Comments

2 Responses to O viciante jogo: sim, não, irrelevante

  1. Haha, esse jogo é legal. Não conheço muitas histórias. A primeira que eu conheci, e a único que eu me lembro é de um casal de cadáveres, no local havia vidro quebrado e o chão molhado.

    Não vou contar o final pra caso você não queira spoiler. =)

    Té.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>